Carregando...

Santa Catarina faz primeiro embarque de arroz em casca

A BrazilRice, formada pela Cravil e outras quatro coperativas catarinenses, foi responsável pela exportação do grão para a Venezuela

O primeiro embarque (exportação) de arroz em casca de Santa Catarina ocorreu nesta quarta-feira, dia 16, no Porto de Imbituba. O destino de 30 mil toneladas de arroz é a Venezuela. O acordo foi fechado pela BrazilRice, a Cooperativa Central Brasileira de Arroz, formada pelas cooperativas Cravil, Cooperja, Coopersulca, Copagro e Juriti.

 

A exportação, segundo o presidente da Cravil Harry Dorow, pode ser uma oportunidade de melhoria do preço do arroz no mercado nacional. “Precisamos ser mais competitivos, hoje nosso custo de produção no Brasil é 30% maior que nos países vizinhos e ainda sofremos com a importação”.

 

De acordo com o presidente da BrazilRice, Vanir Zanatta, este é o primeiro passo nas vendas externas do cereal. “Após negociações com a Trading e ajustes de volumes entre as cooperativas que formam a Central decidimos pela efetivação do negócio”.

 

O objetivo da BrazilRice sempre foi a exportação do arroz já beneficiado, a ação consolidada nesta quarta-feira se deu pela necessidade de escoamento da produção, visto que o preço interno do arroz está abaixo do mínimo. “A nossa decisão foi estratégica, buscando diminuir a oferta interna. Se não houver reação do preço interno, nós podemos continuar a exportar o arroz em casca, afinal a nossa função enquanto Cooperativas é a de proteger os nossos associados e produtores de arroz”, concluiu o presidente da Cravil.

 

O vice-presidente da Cravil, Aldo Rahn, e o gerente do Setor de Cereais da Cooperativa, Marcelino de Abreu, acompanharam a movimentação no Porto de Imbituba junto a uma comitiva da BrazilRice. A previsão de término do embarque é na sexta-feira, dia 18.

 

Sobre a BrazilRice

 

A BrazilRice proporciona às cooperativas associadas a possibilidade de uma otimização nas diversas etapas da cadeia agroindustrial do arroz, resultando em melhor qualidade final do produto e serviço. Por trás da estrutura, existem milhares de famílias produzindo de forma sustentável o arroz que chega até a mesa do brasileiro nas mais diversas regiões do País. 

 

De olho em uma fatia maior de mercado externo, a BrazilRice pretende consolidar sua atividade exportadora. O arroz beneficiado já é exportado pelas Cooperativas coirmãs, para países do continente Africano, América do Norte e Caribe e representa cerca de 10% do volume por elas beneficiados.

 

 

ExportaçãoIMG 6011
ExportaçãoIMG 6018
ExportaçãoIMG 5988
ExportaçãoIMG 5983
ExportaçãoIMG 5995

Rádio Cravil

INFORMATIVO CRAVIL 18 08 2018
20/08/2018 às 08:53:15
INFORMATIVO CRAVIL 11 08 2018
13/08/2018 às 08:38:33
INFORMATIVO CRAVIL 04 08 2018
06/08/2018 às 10:27:10
INFORMATIVO CRAVIL 28 07 2018
30/07/2018 às 08:29:51